• jessicatscheeren

Canto que traz alegria

Grupo do Lions Club de Estrela visita a Vovolândia e realiza atividades nas terças-feiras

"Se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava, eu mandava ladrilhar...". E é assim, com cantorias, que ocorrem as visitas realizadas pelo Lions Clube de Estrela na Vovolândia. Em duas terças-feiras de cada mês, o grupo se reúne para realizar a atividade e leva alegria a quem assiste e participa do momento.

A trilha sonora é diversificada e forma um coro. Após as palmas, Délia Maria Pereira, de 88 anos, residente da Vovolândia, fez até um pedido para o grupo: "Podem cantar Fuscão Preto ou Menino da Porteira? ". A solicitação foi anotada e será ensaiada e apresentada na próxima visita, como já aconteceu anteriormente. "Nós selecionamos algumas músicas previamente e, quando eles pedem alguma em especial, vamos anotando", conta uma das integrantes, Ligia Hoss.

Na visita realizada na terça-feira, dia 14, quatro integrantes do Lions comparecerem. Maquiadas e com roupas coloridas, animaram os vovôs. "Se viermos sérias, não podemos fazer extravagancias. Assim, maquiadas, assumimos um personagem", afirma Ligia. Para Maria Regina Volkmer, outra integrante do grupo, a ação é uma forma de fazer o bem. "Nós também ficamos alegres, viemos para cá e voltamos para casa ainda mais contentes", explica.

As visitas já ocorrem há três meses e não apenas na fundação. "Muitas pessoas aqui recebem poucas visitas, então é uma forma de conversamos e trazermos alegria a eles. Além disso, quando saímos daqui, costumamos ir cantar para pessoas que também estão passando por alguma situação difícil", aponta Ligia.

Para a administradora da Vovolândia, Pauline Bronstrup, o projeto é fundamental para a vivencia dos residentes. "Elas trazem alegria, música, diversão e muito amor, deixando as tardes dos nossos idosos recheadas de ternura e felicidade", afirma.



9 visualizações

©2018 - por Plural Comunicação